segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Crato está entre as 9 cidades nordestinas com mais de 100 mil habitantes a receber nota máxima na avaliação do Tesouro Nacional

Foto: Divulgação
Por: Janaina Flor / Jornalista - Assessora de comunicação

O município do Crato está entre as 9 cidades, com mais de 100 mil habitantes, da Região Nordeste a receber nota máxima na avaliação do Tesouro Nacional em relação à capacidade de pagamento das dívidas. O município inclusive ficou a frente de grandes capitais nordestinas, tais como Natal, Maceió, São Luiz, Recife e Fortaleza.  

De acordo com o Secretário de Finanças e Planejamento, Carlos Eduardo, isso só está sendo possível, porque há dois anos a gestão municipal vem priorizando os cortes de gastos, reduzindo despesas, além de ter escolhido um corpo de secretariado totalmente com base em formação técnica. 

Com isso, segundo o secretário, a prefeitura conseguiu manter em dia os salários dos servidores e já anunciou nesta semana o calendário de pagamento de todo ano de 2019. “Alcançamos a nota 'A' nos três indicadores, o que demonstra que temos primado por uma gestão fiscal responsável e sustentável”, avalia o secretário.

O prefeito Zé Ailton Brasil destacou o fato do Crato está entre as 9 cidades do Nordeste a receber a nota máxima. “Isso é fruto de muito trabalho. É uma satisfação saber que esse trabalho de colocar as contas em dia levou o Crato a estar entre as nove cidades do nordeste em excelência na gestão fiscal. São pouquíssimos municípios que conseguiram atingir a nota máxima. Isso é motivo de muita alegria para nós que fazemos parte da administração municipal”, ressaltou o gestor. 

Saiba Mais:
A avaliação máxima pelo Tesouro Nacional confere ao Crato condições para contratação de operações de crédito com garantia da União.

Pela atual metodologia da Capag, em vigência há um ano, a classificação de estados, distrito federal e municípios é definida a partir de indicadores de endividamento, poupança corrente e liquidez.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário