segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Mauriti - Profissionais da educação só começarão o ano letivo após regularização de salários

Foto: Divulgação
Mauriti. O atraso no pagamento dos salários do último mês de dezembro aos profissionais da Educação deve levar o setor a uma paralisação  nos próximos dias, neste município. No sábado passado (26), professores da rede pública municipal se reuniram em assembleia da categoria e decidiram que não atenderão ao calendário letivo deste ano, já publicado pela Secretaria Municipal de Educação, até que o município regularize os salários dos educadores, incluindo o pagamento alusivo ao mês de janeiro deste ano.

Os profissionais cobram, ainda, que seja criado um calendário para pagamento dos salários e que os valores devidos mensalmente sejam pagos em dia. Além dos professores, auxiliares de serviço, merendeiras e auxiliares administrativos também encontram-se com salários atrasados.

Na tentativa de pressionar a Prefeitura a realizar os pagamentos e resolver as questões pendentes, professores e demais servidores da Educação de Mauriti prometem realizar, no próximo sábado (2), um grande movimento pelas principais ruas da cidade. 

A reportagem do Roberto Crispim tentou falar com o prefeito do município, Mano Morais (PDT). O celular do gestor, no entanto, estava desligado ou fora da área de cobertura. As ligações foram feitas no período entre as 9h30 e 9h45 desta segunda-feira, 28.

*Redação do Blog do Mateus Silva com informações de Roberto Crispim
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário