segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Maioria de Guilherme Landim mostra força do legado deixado pelo pai; confira os dados

Em diversos municípios, um único candidato desbancou centenas de adversários e obteve vitórias esmagadoras com mais de 60% da votação. Maior vencedor foi herdeiro de Wellington Landim, com 75% dos votos em Brejo Santo.

Os cerca de 33 mil eleitores de Brejo Santo, município do Cariri, tinham quase 600 opções de deputados estaduais para escolher no último dia 5 de outubro. Mesmo com tamanha diversidade, mais de 19,1 mil – três a cada quatro – resolveu renovar voto de confiança à tradicional família Landim para alçar o médico Guilherme Landim (PDT) à Assembleia.

Eleito com mais de 75% dos votos de Brejo Santo, Landim chegou quase à mesma proporção da vitória folgada de Camilo Santana (PT) no Estado, com 79,96%. Camilo, no entanto, disputava a preferência do eleitor com bloco de 24 partidos e contra outros quatro candidatos. Sozinho no município, Guilherme concorria com 596.

Mais do que a eleição do médico em si, a vitória esmagadora no município representa sucessão de dinastia aprofundada pelo pai de Guilherme, o ex-deputado Wellington Landim, em Brejo Santo. Falecido em 2015, Wellington venceu no município em 2014 com mais de 63% dos votos. Com a morte do deputado, o controle sobre os votos aumentou ainda mais.
 
Nem mesmo o candidato à Presidência apoiado por Landim, Ciro Gomes (PDT), conseguiu repetir o controle exercido pelo deputado: Rachando com a candidatura de Fernando Haddad (PT), Ciro acabou com 40,95% dos votos na região. Candidato a deputado federal apoiado por Guilherme e em disputa com 264, Antonio Balhmann (PDT) conseguiu 12,3 mil votos (51%). 
 
A informação tem base em levantamento do O POVO Dados nos resultados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além de Brejo Santo, Guilherme também conseguiu mais de 50% dos votos de outros dois municípios da região, Jati e Porteiras.

Fonte: O POVO online
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário