quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Advogado acusa desembargador de pedir propina e julgamento no TJ é suspenso

O clima ficou tenso no Tribunal de Justiça de Santa Catarina na tarde desta quinta-feira, dia 3, durante a sustentação oral na 1ª Câmara Cível. Um advogado, Felisberto Odilon Córdova, acusou o desembargador Eduardo Gallo, relator do processo, de ter pedido o valor de R$ 750 mil para julgar a favor dos seus interesses. A causa envolve uma disputa de R$ 35 milhões.
De acordo com o jornal Diário Catarinense, Córdova se exaltou e Gallo exigiu que o advogado fosse preso. O presidente da Câmara, desembargador Raulino Brunning, pediu vista dos autos, suspendendo o julgamento. Ele ainda decidiu oficiar ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para que acompanhem o caso.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário